sábado, 20 de maio de 2017





























“Há um céu que Deus chamou de lar”

        Não há como não se entristecer diante da constatação de que nosso país está afundado em corrupção.
         Olhando a situação, lembrando dos ensinos da Palavra de Deus, é impossível não concluir que a corrupção é  pura expressão de muito egoísmo, de ganância, de inveja,  de total falta amor.
         A Bíblia ensina em I João 4:8 que Deus é amor e ao ver tantas ações de falta de amor, podemos concluir que falta Deus na vida dessas pessoas.
         Jesus é o “Caminho, e a verdade, e a vida” (João 14:6), mas estamos cercados de declarações, promessas e afirmações mentirosas sustentadas com ardor. As propagandas do governo são mentirosas. Os que já foram do governo mentiram e continuam mentindo. O mentiroso se acostuma tanto a mentir que passa acreditar em suas mentiras.
         O Senhor é um Deus de amor e verdade, é um Deus justo e seu reino não é deste mundo.
Para que tanta riqueza?
Para que tantos bens?
Para que ser o maior?
Tudo isso só interessa para quem quer e só crê num lar neste mundo, mas o Senhor Jesus disse: “Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas. Se assim não fora eu vo-lo teria dito. Pois vou preparar-vos lugar.” João 14:1 e 2
         A canção diz Há um céu que Deus chamou de lar. É esse lar que vale a pena almejar! Esse lar sem tristezas e lutas! Esse lar de riquezas verdadeiras!
         Estamos neste mundo, vivemos no Brasil, um lindo país afundado numa podridão imensa, mas nosso tempo aqui é passageiro, nosso lar definitivo não é o que temos aqui. Há um céu que Deus chamou de lar, esse é o lar definitivo.
         O Senhor não nos deixa sós, está pronto a nos socorrer, guiar e amparar, vai nos ajudar a passar crises e lutas, vai nos ajudar a construir um lar cheio de amor e paz aqui neste mundo, vai nos ajudar a sermos fiéis, até o dia que Ele quiser, até o dia que Ele voltar. Portanto, acumular riquezas aqui pra quê?
         Se vivermos em amor, amando a Deus acima de todas as coisas e ao próximo como a nós mesmos (Mateus 22:37 a 39) estaremos obedecendo ao Senhor, estaremos acumulando tesouros no céu e não haverá lugar em nosso coração para a mentira, a corrupção, o engano ou qualquer outra coisa que ofenda a Deus ou prejudique o próximo.
         Eis um desafio que realmente vale a pena!

Jussara
Maio/2017

sábado, 15 de abril de 2017

“Aplicai o coração a todas as palavras que, hoje, testifico entre vós, para que ordeneis a vossos filhos que cuidem de cumprir todas as palavras desta lei. Porque esta palavra não é para vós outros coisa vã; antes, é a vossa vida; e, por esta mesma palavra, prolongareis os dias na terra à qual, passando o Jordão, ides para a possuir.” Deuteronômio 32:46-47

        Deus tirou o povo de Israel do Egito após 400 anos de vida longe da sua pátria. Deus libertou seu povo com vitórias, com prova incontestáveis do seu poder e cuidado. Deus é fiel em todas as suas promessas feitas em todo o tempo.
        O povo agora estava a um passo da sua pátria e no final do livro de Deuteronômio, o último dos 5 livros escritos por Moisés, Deus dá as últimas instruções e reforça a necessidade da obediência aos seus ensinos.
        O Senhor se preocupou em nos dar a Bíblia para também termos orientação. Podemos aplicar para nós as palavras ditas por Ele ao povo de Israel: Porque esta palavra não é para vós outros coisa vã; antes, é a vossa vida...” Assim como era sério para Israel é sério para nós também, pois o que Deus mais quer é que sigamos seus ensinos. Se encararmos que a vontade de Deus é nossa vida, temos corrido sério risco de vida sempre. A atualidade nos empurra a desenvolvermos conceitos firmados em opiniões nossas ou de outros que simplesmente acham. Opiniões fundamentadas no próprio prazer, na satisfação própria, com egoísmo. A atualidade nos empurra para um viver sem o Deus da Bíblia, mas um viver guiado por um deus que nos serve, que satisfaz o querer do hoje. Uma atualidade guiada pelo lema “Viva o hoje e seja feliz!”
        Daqui um tempo teremos inúmeros arrependidos por causa de decisões tomadas no momento, no hoje, no agora, teremos a colheita do que foi plantado inconsequentemente.

        A orientação do Senhor é clara! Ele nos ama e quer o melhor para nós, portanto, guardemos no coração: Porque esta palavra não é para vós outros coisa vã; antes, é a vossa vida...”