sábado, 20 de maio de 2017





























“Há um céu que Deus chamou de lar”

        Não há como não se entristecer diante da constatação de que nosso país está afundado em corrupção.
         Olhando a situação, lembrando dos ensinos da Palavra de Deus, é impossível não concluir que a corrupção é  pura expressão de muito egoísmo, de ganância, de inveja,  de total falta amor.
         A Bíblia ensina em I João 4:8 que Deus é amor e ao ver tantas ações de falta de amor, podemos concluir que falta Deus na vida dessas pessoas.
         Jesus é o “Caminho, e a verdade, e a vida” (João 14:6), mas estamos cercados de declarações, promessas e afirmações mentirosas sustentadas com ardor. As propagandas do governo são mentirosas. Os que já foram do governo mentiram e continuam mentindo. O mentiroso se acostuma tanto a mentir que passa acreditar em suas mentiras.
         O Senhor é um Deus de amor e verdade, é um Deus justo e seu reino não é deste mundo.
Para que tanta riqueza?
Para que tantos bens?
Para que ser o maior?
Tudo isso só interessa para quem quer e só crê num lar neste mundo, mas o Senhor Jesus disse: “Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas. Se assim não fora eu vo-lo teria dito. Pois vou preparar-vos lugar.” João 14:1 e 2
         A canção diz Há um céu que Deus chamou de lar. É esse lar que vale a pena almejar! Esse lar sem tristezas e lutas! Esse lar de riquezas verdadeiras!
         Estamos neste mundo, vivemos no Brasil, um lindo país afundado numa podridão imensa, mas nosso tempo aqui é passageiro, nosso lar definitivo não é o que temos aqui. Há um céu que Deus chamou de lar, esse é o lar definitivo.
         O Senhor não nos deixa sós, está pronto a nos socorrer, guiar e amparar, vai nos ajudar a passar crises e lutas, vai nos ajudar a construir um lar cheio de amor e paz aqui neste mundo, vai nos ajudar a sermos fiéis, até o dia que Ele quiser, até o dia que Ele voltar. Portanto, acumular riquezas aqui pra quê?
         Se vivermos em amor, amando a Deus acima de todas as coisas e ao próximo como a nós mesmos (Mateus 22:37 a 39) estaremos obedecendo ao Senhor, estaremos acumulando tesouros no céu e não haverá lugar em nosso coração para a mentira, a corrupção, o engano ou qualquer outra coisa que ofenda a Deus ou prejudique o próximo.
         Eis um desafio que realmente vale a pena!

Jussara
Maio/2017

sábado, 15 de abril de 2017

“Aplicai o coração a todas as palavras que, hoje, testifico entre vós, para que ordeneis a vossos filhos que cuidem de cumprir todas as palavras desta lei. Porque esta palavra não é para vós outros coisa vã; antes, é a vossa vida; e, por esta mesma palavra, prolongareis os dias na terra à qual, passando o Jordão, ides para a possuir.” Deuteronômio 32:46-47

        Deus tirou o povo de Israel do Egito após 400 anos de vida longe da sua pátria. Deus libertou seu povo com vitórias, com prova incontestáveis do seu poder e cuidado. Deus é fiel em todas as suas promessas feitas em todo o tempo.
        O povo agora estava a um passo da sua pátria e no final do livro de Deuteronômio, o último dos 5 livros escritos por Moisés, Deus dá as últimas instruções e reforça a necessidade da obediência aos seus ensinos.
        O Senhor se preocupou em nos dar a Bíblia para também termos orientação. Podemos aplicar para nós as palavras ditas por Ele ao povo de Israel: Porque esta palavra não é para vós outros coisa vã; antes, é a vossa vida...” Assim como era sério para Israel é sério para nós também, pois o que Deus mais quer é que sigamos seus ensinos. Se encararmos que a vontade de Deus é nossa vida, temos corrido sério risco de vida sempre. A atualidade nos empurra a desenvolvermos conceitos firmados em opiniões nossas ou de outros que simplesmente acham. Opiniões fundamentadas no próprio prazer, na satisfação própria, com egoísmo. A atualidade nos empurra para um viver sem o Deus da Bíblia, mas um viver guiado por um deus que nos serve, que satisfaz o querer do hoje. Uma atualidade guiada pelo lema “Viva o hoje e seja feliz!”
        Daqui um tempo teremos inúmeros arrependidos por causa de decisões tomadas no momento, no hoje, no agora, teremos a colheita do que foi plantado inconsequentemente.

        A orientação do Senhor é clara! Ele nos ama e quer o melhor para nós, portanto, guardemos no coração: Porque esta palavra não é para vós outros coisa vã; antes, é a vossa vida...”

sábado, 17 de setembro de 2016

Andar ao lado não basta

“Simão Pedro e outro discípulo seguiam a Jesus. Sendo este discípulo conhecido do sumo sacerdote, entrou para o pátio deste com Jesus.
Pedro, porém, ficou de fora, junto à porta. Saindo, pois, o outro discípulo, que era conhecido do sumo sacerdote, falou com a encarregada da porta e levou a Pedro para dentro.
Então, a criada, encarregada da porta, perguntou a Pedro: Não és tu também um dos discípulos deste homem? Não sou, respondeu ele.
Ora, os servos e os guardas estavam ali, tendo acendido um braseiro, por causa do frio, e aquentando-se também.
Lá estava Simão Pedro, aquentando-se. Perguntaram-lhe, pois: És tu, porventura, um dos discípulos dele? Ele negou e disse: Não sou.
Um dos servos do sumo sacerdote, parente daquele a quem Pedro tinha decepado a orelha, perguntou: Não te vi eu no jardim com ele?
De novo, Pedro o negou, e, no mesmo instante, cantou o galo.”
 João 18:15-18;25-27
“Então, Pedro, saindo dali, chorou amargamente.” Lucas 22:62
        Simão Pedro, um dos discípulos de Jesus, esteve ao lado d’Ele em momentos marcantes, aprendeu com Jesus, foi testemunha dos feitos maravilhosos d’Ele, mas Pedro o negou.
        Esse fato nos ensina que precisamos do Senhor sempre, todo dia, em todo tempo. Precisamos vigiar sempre, depender  integralmente e manter um relacionamento com Deus íntimo e constante.
        Esse fato também nos ensina que, mesmo prevenido pelo Mestre, mesmo tendo andado ao lado de Jesus, falhou e nada disso foi forte o suficiente para impedir Pedro de O negar.
        O texto bíblico nos mostra como Pedro caiu, como por 3 vezes disse não conhecer seu Mestre. Um momento triste...
Depois que se lembrou do que Jesus disse que aconteceria, sua atitude foi de profunda tristeza. Ele chorou amargamente.
Ainda bem que chorou amargamente revelando sua tristeza pelo seu arrependimento.
Ainda bem que aprendeu que estar com Jesus vai além de andar ao lado apenas.
        Que esse fato nos ensine a buscar dia a dia uma intimidade maior com o Senhor e pedir que Ele nos ajude a permanecer firmes.

Jussara

Setembro/2016

segunda-feira, 20 de junho de 2016


Andar Junto
“Andarão dois  juntos, se não houver entre eles acordo?” Amós 3:3

       Andar junto, um ao lado do outro.
Andar junto, um sendo companheiro do outro.
Andar junto, um apoiando o outro.
Andar junto requer respeito e paz, sabedoria, troca, bondade...
       Impossível continuar andando junto quando existe desavença, desconfiança, egoísmo...
       O Senhor Deus fala a Israel esta verdade num momento que o povo vivia afastado d’Ele – “Porque Israel não sabe fazer o que é reto, diz o Senhor, e entesoura nos seus castelos a violência e a devastação” Amós 3:10.
       Não gostamos de estar sós, mas muitas vezes agimos de forma que afastamos quem está ao nosso lado. O Senhor pode nos ajudar a ter atitudes que nos aproximem e fortaleçam nossa convivência com quem está ao nosso lado. Andar junto, viver em acordo com quem nos cerca, ter companheiros, amigos verdadeiros, é muito bom!
É o que devemos desejar e cultivar!
       Busquemos o Senhor para nos ajudar!
Jussara
Junho/2016

segunda-feira, 13 de junho de 2016


“Quem é o Rei da Glória?
O Senhor, forte e poderoso,
O Senhor, poderoso nas batalhas.
...
Quem é esse Rei da Glória?
O Senhor dos Exércitos,
Ele é o Rei da Glória.”
Salmo 24: 8 e 10
        O Rei da Glória, o Rei dos Reis...
O Senhor, nosso Deus.
        Nossos tempos estão conturbados. Nosso momento é de relativização, de conceitos baseados em opiniões próprias, de valorização da opinião de famosos e não de estudiosos. Um tempo confuso.
        O povo de Israel enfrentou muita coisa, muitas situações adversas, muito perigo, muita dor. Vemos na história do povo de Deus que o Senhor esteve ao lado dele sempre. O Senhor sempre cuidou, disciplinou, amparou, socorreu, fortaleceu, instruiu...
O Senhor fortaleceu o exército nas batalhas para a vitória quando a derrota era certa, o Senhor removeu os obstáculos quando precisaram do milagre, o Senhor alimentou o povo mesmo no deserto, Ele foi sempre presente no cuidado.
Quem é o Rei da Glória?
Deus, o Senhor.
        Nossos dias são de crise, mas o Senhor é forte e poderoso. Toda vez que o povo de Israel se colocava nas mãos do Senhor e fazia a vontade d’Ele, recebia o que precisavam. O Rei da Glória socorria e estava presente.
        Nossos dias são de crise porque está nas mãos do homem. O Rei da Glória pode nos socorrer e principalmente nos ensinar que o reino d’Ele não é aqui.
Quem é o Rei da Glória?

O Senhor que pode mudar nossa visão e nos ajudar a viver fazendo a vontade d’Ele sempre. 

terça-feira, 8 de março de 2016

Parabéns mulheres!
Foto do meu jardim virtual 

        Um bom momento para reflexão, para fortalecer convicções.
        Na Bíblia temos vários exemplos a serem seguidos e no nosso convívio podemos aprender muito com várias mulheres que fazem ou fizeram parte da nossa vida.
        Para sermos mulheres sábias, a atitude de estar sempre aprendendo é fundamental.
        Em Provérbios 31, o sábio Salomão descreve a mulher virtuosa – que ela seja um alvo para nós. Em Juízes 5, vemos o exemplo de Débora, que assumiu uma responsabilidade enorme confiada no Senhor. Em I Samuel 1, vemos Ana que pediu ao Senhor um filho, com o coração disposto a dedicá-lo ao Senhor.
        Nos evangelhos encontramos Maria, mulher escolhida pelo Senhor, sabia ouvir, sabia esperar – via os fatos, mas guardava no coração até o momento de entender, sabia reconhecer que precisava do Salvador. Mulher humilde e corajosa.
        Muitas outras mulheres citadas na Palavra são exemplos para nós! E muitas mulheres que convivemos são exemplos também, mulheres reais, mulheres que falham, mulheres como nós. Elas passam e passaram por nossas vidas sempre deixando um legado e dele vamos construindo nosso eu.
        Aprendi com elas a amar a Deus, a ser boa esposa, boa dona de casa, boa mãe, boa sogra. Elas também me ensinaram a usar as minhas mãos para a música, para as artes, para cozinhar  e para servir ao Senhor.
        Refletindo hoje, pensando nas mulheres da minha vida, vejo que o ensino delas sempre foi e é forte, fundamental, pois está ligado diretamente ao que sou.
E assim somos nós!
Que sejamos, então, influência boa para as mulheres que convivem conosco!   

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016



DEPOIS DO NATAL
“Foram apressadamente...” Lucas 2:16


        O natal passou, um novo ano começou.
E começamos tudo de novo!
É a crise, monte de coisas para pagar em janeiro, emagrecer, tratar o mal estar por causa dos excessos, dar início a propósitos feitos...
E entramos na rotina .
        Que diferença fez o natal?
Os enfeites já foram guardados, as luzes apagadas, a sensibilidade adormecida.
        A Bíblia nos conta no evangelho de Lucas, capítulo 2, versículos 8 a 15, como o nascimento de Jesus foi anunciado aos pastores, eles largaram tudo e foram conhecer o menino, a prova viva do imenso amor de Deus!
        Depois daquela visita eles voltaram “glorificando e louvando a Deus por tudo o que tinham ouvido e visto...” (verso 20)
O nascimento de Jesus fez diferença para a vida daqueles pastores. E para nós? Que diferença fez termos comemorado mais um natal?
        Mais um ano iniciamos, janeiro chegou depois do natal, depois de mais um natal em nossas vidas, aceite o desafio de viver esse novo ano glorificando e louvando o Senhor Jesus, assim como os pastores.
Depois do natal é para ser diferente!
Depois do natal é para ter mais de Cristo em nosso viver.
        Feliz 2016 com Jesus!

Jussara

Janeiro de 2016